O que há @qui?

... textos da minha autoria (ou com os créditos devidos se não forem) ... imagens da internet (algumas fotos minhas) ... poesia em prosa (e prosa poética) ... links poéticos (outros não) ... as minhas músicas (também as tuas talvez) ... comentários (ou não) ... eu e o meu narcisismo... somente!

ébri@


Tudo em mim é vento que vem do mar
Tempestade desmedida vendaval sem fim
Vontade de te querer abraçar e sentir em mim
É querer ter sempre esta vontade imensa de ti
Quero amar-te como a primeira ou a última vez
Vou continuar em frente firme e inabalável
Mesmo que adivinhe um abismo ao fim da estrada
Ando, tropeço, cambaleio e retomarei o passo
Ébria de excesso desta vida que não me chega
Sobras-me em sentimento e eu sobro em ti…

@lexis

21jul2014

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe p@lavras suas...